Imprensa imperialista
O novo diretor da BBC, Tim Davie, no seu primeiro dia de posse já prometeu retaliações para jornalistas que se manifestarem em suas redes sociais
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
2427
Tim Davie, o mais novo nazista a comandar a BBC | Foto: Reprodução

O novo diretor da BBC, uma das redes de imprensa mais alinhadas ao imperialismo mundial, Tim Davie, iniciou seu mandato no jornal mostrando que irá seguir a tradição do periódico. Segundo Devie, um jornalista da BBC não poderá se manifestar politicamente sobre tema algum enquanto estiver com seu contrato de trabalho no monopólio. Em uma clara ameaça de demissão àqueles que se manifestarem e consequentemente desfere um duro ataque a liberdade de expressão.

Segundo as próprias palavras do bilionário imperialista que, a partir dessa sexta-feira (04/9) será o ditador da empresa: “se você quer ser um colunista teimoso ou um ativista partidário nas redes sociais, então essa é uma opção válida, mas você não deve trabalhar na BBC”. Depois de um certo mal estar no salão, tentou se referir a sua declação como “normas da empresa” e não um ataque a liberdade de expressão dos jornalistas. Isso sob o véu da “imparcialidade”, que em português claro pode ser traduzido como ser partidário da burguesia, do imperialismo. Como é conhecido o jornal.

Depois de muita enrolação, uma coisa apenas é verdadeira no que ele chamou de os objetivos da BBC: “ obter maiores receitas comerciais.” Isto é, estreitar os laços com o imperialismo para aumentar os seus lucros. Tanto isso quanto a censura no monopólio da informação mostram que a BBC reitera suas relações dentro do bloco imperialista.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas