Menu da Rede

Bloco Vermelho encheu as ruas da capital do País

É oficial

Direita tenta se infiltrar nos atos; expulsá-la na marra!

Os partidos políticos e organizações de esquerda devem denunciar impiedosamente a tentativa de infiltração da direita golpista nas manifestações de rua do dia 3 de julho.

A direita quer desfigurar o caráter de classe do movimento Fora Bolsonaro e sequestrá-lo em prol de seus interesses – Reprodução

Publicidade

O diretório municipal do Partido da Social-Democracia Brasileira (PSDB) anunciou adesão aos atos de rua contra o governo Jair Bolsonaro (ex-PSL, sem partido) programados para acontecer no dia 3 de julho em todo o País.

Fernando Alfredo, presidente do diretório da capital, explicou o motivo de o partido decidir participar após os atos de 29 de maio e 19 de junho, que levaram juntos mais de 100 mil pessoas à Avenida Paulista. No primeiro ato, cerca de 500 mil pessoas foram às ruas em todo o País. Por sua vez, verificou-se o crescimento no segundo, estimado em 750 mil pessoas em cerca de 500 cidades.

 “A extrema-esquerda e a esquerda sempre tiveram esse ímpeto [de ir para a rua]. Mas a questão é todos unirem esforços contra um governo negacionista. Estarei lá no sábado e estamos dialogando com partidos como o Cidadania. A ideia é todos nós irmos com as cores da bandeira [do Brasil] e pregar o momento de união em torno do que prezamos: a democracia e a vida”, explica Alfredo, que acredita que o PSDB deve levar cerca de 2.000 pessoas para a Paulista”, declarou Fernando.

É preciso destacar que o PSDB foi o principal partido que dirigiu o golpe de Estado de 2016, que se materializou com o impeachment fraudulento da ex-presidenta Dilma Rousseff (PT). Na sequência, os tucanos participaram em postos do primeiro escalão do governo golpista de Michel Temer (MDB), propuseram e aprovaram no Congresso Nacional as principais medidas de ataques aos direitos dos trabalhadores, tais como as “reformas” trabalhista, previdenciária, terceirizações gerais, congelamento dos investimentos públicos por vinte anos (2016-2036) e privatizações. 

A Operação Lava Jato destruiu setores importantes da indústria nacional e influenciou decisivamente na eleição de Jair Bolsonaro, pois foi responsável pela prisão política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, primeiro colocado no pleito de 2018 em todas as pesquisas eleitorais. O PSDB, por sua vez, cumpriu papel de relevo no apoio e sustentação da Operação. 

Este partido, que agora quer sair às ruas contra Bolsonaro, é um dos pilares de sustentação do governo e participou na elaboração de todos os ataques aos direitos do povo, ao patrimônio e às riquezas nacionais. Por isso, não é bem-vindo nos atos e deve ser tratado como merece, se necessário, ser escorraçado por todos os meios necessários.

As duas mil pessoas que o PSDB pretende levar ao ato do dia 3 de julho são pessoas infiltradas, pagas para participarem dos atos, tal como ocorreu nas mobilizações de junho de 2013. A operação política da direita é desfigurar as mobilizações, expulsar a esquerda – principalmente o PT, A CUT, o MST, a CMT – e sequestrá-las em proveito de seus próprios interesses políticos. No momento atual, trata-se de destruí-los enquanto atos de luta do povo com reivindicações classistas e transformá-los em atos “contra a corrupção”, de cores verde e amarelo, de forma a capitalizar politicamente  para um candidato da terceira via.

Se as organizações de esquerda adotarem uma postura conciliadora para com a direita e permitir essa infiltração, isso pode significar a liquidação do movimento pelo Fora Bolsonaro. A direita participou do ato político do superpedido de impeachment, protocolado na Câmara dos Deputados no dia 30 de junho, com figuras como Alexandre Frota (PSDB), Joyce Hasselmann (PSL) e Kim Kataguiri (DEM). O Movimento Brasil Livre, que se destacou nas mobilizações pelo impeachment de Dilma Rousseff, também discute a participação nos atos de rua. Os partidos de esquerda Partido dos Trabalhadores (PT), Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), Partido Comunista do Brasil (PCdoB), Unidade Popular pelo Socialismo (UP), Partido Comunista Brasileiro (PCB), Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU), Partido Democrático Trabalhista (PDT), Partido Socialista Brasileiro (PSB) assinaram o pedido de impeachment junto com os partidos e líderes da esquerda.

É preciso que os militantes da base dos partidos de esquerda, militantes da Central dos Movimentos Populares (CMP), os operários, estudantes, sindicalistas da Central Única dos Trabalhadores (CUT), sem-terra e sem-teto participem dos atos com suas cores e bandeiras para impedir a infiltração direitista nas mobilizações. O Bloco Vermelho é uma maneira de agrupar os militantes e as organizações de luta do povo para reafirmar o caráter classista do movimento.

Os inimigos dos trabalhadores e da esquerda, que promoveram a campanha de perseguição antipetista, direcionada para toda a esquerda, não podem ser tratados como aliados na luta pelo Fora Bolsonaro. Pelo contrário, eles devem ser impiedosamente denunciados e, se necessário, expulsos na marra com o uso da força física. O verdadeiro objetivo da participação da direita é destruir a manifestação, desmobilizar e impedir que o movimento de rua cresça e coloque em xeque o regime político golpista, dominado em conjunto pelo bolsonarismo e pelo bloco político do “Centrão” (PSDB, MDB, DEM, Progressistas, Republicanos, SD, PTB, PL).

O Partido da Causa Operária (PCO) denuncia a tentativa de infiltração direitista nas manifestações e não está disposto a aceitar a derrota do movimento Fora Bolsonaro. A derrota do movimento serve somente para fortalecer o governo Bolsonaro. 

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.