Direita sempre tentou expulsar os médicos cubanos e destruir o Mais Médicos

medicos-cubanos-17112018093126201

Da redação – O fascista Jair Bolsonaro trabalhou durante e depois da campanha presidencial fraudulenta para expulsar os médicos cubanos do Brasil. Cuba retirou os milhares de médicos do País devido às imposições absurdas e a violação do acordo de cooperação entre os dois países por parte de Bolsonaro.

Entretanto, desde o início do programa e da participação cubana, em 2013, Bolsonaro já tentava destruir esse importante projeto de saúde que atendeu, com a ajuda fundamental dos cubanos, mais da metade da população brasileira.

Mas não foi apenas Bolsonaro quem tentou acabar com tal sistema de saúde pública. A direita dita “democrática” sempre fez a mesma coisa. Em 2015, por exemplo, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) fez uma proposta de expulsão de 14 mil médicos cubanos que atuavam no Brasil naquela época.

Veja sobre isso na reportagem da CubaInformaciónTV, legendada e reproduzida na Causa Operária TV: