Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Former senior International Monetary Fund (IMF) official Carlo Cottarelli speaks to the media after a meeting with Italy's President Sergio Mattarella at the Quirinal Palace in Rome, Italy, May 28, 2018. REUTERS/Tony Gentile
|

Neste último dia 10 de junho ocorreram as eleições municipais na Itália. A direita foi vitoriosa em parte considerável das regiões, o que demonstra um crescimento da Liga. O Movimento 5 Estrelas (M5S), que governa a Itália e possui aliança com a Liga (que juntos apoiaram o jurista Giuseppe Conte, primeiro-ministro da Itália desde 1 de junho), não aparenta estar em clima de comemoração.

Em algumas das cidades há possibilidade de um segundo turno. Foram, ao todo, 760 cidades participantes das eleições, sendo 109 delas com mais de 15 mil habitantes. Das vinte capitais de província que foram às urnas, em três a direita, representada pela Liga foi vitoriosa ainda no primeiro turno, sendo elas: Mário Conte (50,6%), em Trevioso;  Salvo Pogliese (52,3%), em Catania e Francesco Rucco (54,5%) em Vicenza. Outros nomes também se destacaram nessa eleição, como é o caso de Emilio Del Bono (53,9%), em Brescia e Giacomo Tranchida (70,7%) em Trapani.

Já o M5S não teve nenhum eleito em primeiro turno, disputará o segundo em apenas três capitais, mas a perspectiva é que não sejam vitoriosos em pelo menos duas das capitais. O Partido Democrático, que governou o país por cinco anos, não obteve bons resultados nas legislativas de 4 de março, todavia participará da segunda etapa do processo eleitoral em oito províncias. A ascensão da direita assombra a Itália, uma vez que das 20 cidades, 16 podem ser governadas pela direita.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas