Menu da Rede

Florianópolis: Frente Fora Bolsonaro a serviço da desmobilização

Quebrado e entregue

Direita nega País quebrado, mas elogia privatizações

Os governos estaduais da direita golpista em todo país estão planejando o lançamento em massa de PPPs, ou seja, privatizações

Linha 8 Diamante da CPTM na Grande São Paulo – Foto: Diego Torres Silvestre

Desde o fim do ano passado, a direita golpista através dos seus veículos de imprensa tem feito uma grande pressão pela privatização em massa de empresas, empreendimentos e infraestrutura pública. Uma das grandes alegações é de que isto poderia reanimar a economia brasileira. Embora reconheçam esta “necessidade”, negam incessantemente o fato de que o país está quebrado, como disse Bolsonaro, e incentivam a privatização para “aliviar” o endividamento dos estados e municípios, sem explicitar que isto é uma demonstração de falência.

Com o início de 2021, o programa de privatizações se intensificou. Nos principais estados do país uma quantidade significativa do patrimônio público está ameaçado de ser entregue nas mãos das grandes empresas em concessões de ao menos três décadas. Um destaque é o estado com a maior economia do país, São Paulo, que terá uma gama enorme de privatizações promovidas pelo governo de Doria ao estilo do desastre de FHC.

ibi scaled

O programa de privatizações de Doria é bastante atrativo aos grandes empresários pois, ao todo, serão privatizadas duas linhas de trens da CPTM, todo o complexo de estradas do litoral paulista, todos os 22 aeroportos administrados pelo DAESP, o ginásio do Ibirapuera, o Zoológico de São Paulo, o Horto Florestal e um vasto conjunto de parques, entre outras grandes estruturas que pertencem ao povo. É uma entrega de uma patrimônio de dezenas de bilhões por um valor baixíssimo e com um prometimento insignificante para investimentos.

CEEE scaled

Em outros estados, a previsão também é de um pacote de privatizações. No Rio de Janeiro, a CEDAE – Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro – terá seus serviços privatizados em 35 municípios do estado. Já no Rio Grande do Sul, a Companhia Estadual de Energia Elétrica terá sua empresa de distribuição privatizada, com previsão para posterior entrega da transmissão e da geração da estatal. Também serão vendidos mais de 1000 mil quilômetros de estradas e rodovias estaduais. A mesma situação se aplica ao estado de Mato Grosso, quase 400 mil quilômetros de estradas estaduais.

pelourinho

No Nordeste, o estado da Paraíba privatizará o saneamento dos municípios. Na Bahia, o governo da ala direita do PT de Rui Costa entregará o Ceasa, o Centro de Abastecimento do estado. Também está sendo previsto a entrega do Pelourinho, um grande patrimônio brasileiro que faz parte do Centro Histórico de Salvador.

É bastante razoável, até pelas condições em que as privatizações ocorrerão, que seja óbvio que o plano da direita não é guardar o dinheiro para investimentos com a população, mas sim entregar cada vez mais para os grandes empresários. A razão para a preocupação com a austeridade fiscal é estar a disposição para salvar a burguesia falida. Uma vez que os gastos irrisórios com a pandemia já foram vistos como grande empecilho pela direita, o que fica claro com as declarações da imprensa golpista.

É preciso denunciar que a maior parte destas privatizações são promovidas pelos membros da direita golpista. Apesar de toda a campanha para procurar se distinguir de Bolsonaro, seu principal aliado nas privatizações e demais ataques ao país, os golpistas são o verdadeiro “mal maior” no momento. Portanto, é preciso derrubar não só Bolsonaro, mas especialmente os golpistas que deram o golpe de 2016 e o colocaram na presidência de forma fraudulenta.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.