Golpe das privatizações
O que está por trás dos apagões no Rio de Janeiro é a consequência da política neoliberal de privatizações
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
apagao
Apagão | Foto: Reprodução

O PIG (Partido da Imprensa Golpista), que tem como uma das suas maiores expressões as Organizações Globo, da família golpista Marinho, vem dando grande destaque em relação ao apagões de energia elétrica que, sistematicamente vem ocorrendo na Cidade do Rio de Janeiro.

Como não poderia ser diferente, a imprensa golpista joga toda a culpa dos apagões na população, quando na verdade se trata de uma justificativa com objetivo de jogar nas costas do povo a total falta de investimentos e a consequências da política de privatização de setores estratégicos da economia de interesses públicos para, logo em seguida justificar o aumento das tarifas de energia e engordar mais os bolsos dos capitalistas parasitas.

Segundo a imprensa golpistas o “Rio tem 490 transformadores danificados por violência e gatos de luz: prejuízo é de R$ 7 milhões; concessionária de energia Light informou que as ocorrências causam falta de luz em vários bairros das zonas Norte e Oeste da cidade, na Região Metropolitana e na Baixada Fluminense.” (Site g1 20/10/2020)

Os golpistas da Globo realizam uma propaganda de direita reacionária para justificar os “apagões”contra a população, quando os mesmo são vítimas da consequência das privatizações que culminou com os péssimos serviços prestados para a população, principalmente para as mais carente, e o aumento das já elevadíssimas tarifas de energia elétrica que, neste ano já teve um reajuste médio de 6,21%.

O que está por trás dos apagões no Rio de Janeiro é a consequência da política neoliberal de privatizações, que começou no famigerado governo FHC (PSDB), – a Light foi privatizada em 1996 em plena era FHC – com o objetivo de entregar todo o patrimônio do povo brasileiro para meia dúzia de capitalistas parasitas a preço de banana.

Um bom exemplo sobre as consequências da privatização foi a entrega da Vale do Rio Doce, privatizada por 0,01% do seu valor real, que só trouxe mais desemprego, acidentes de trabalho e desastres ambientais de grandes proporções como os casos de Brumadinho, com mais de 150 mortos e 200 desaparecidos ou em Mariana que liberou cerca de 62 milhões de metros cúbicos de rejeitos de mineração na região e deixou 19 mortos, com a contaminação do rio doce e de uma vasta região; ou o exemplo da Petrobras onde dados dos sindicatos mostram que de 1995 até 2018, 81,48% das mortes no sistema Petrobras foram de terceirizados, isso porque para aumentar os lucros dos empresários, cortes nas áreas de segurança e de pessoal levam a um aumento exponencial no número de acidentes. Poderíamos citar vários exemplos de privatizações, cuja consequências só trouxeram malefício para os trabalhadores e para toda a população.

Mais uma vez, o caso dos apagões no Rio, o que está em jogo é o lucro dos capitalistas. Esse é o cerne da questão. É preciso organizar uma grande mobilização para barrar a campanha reacionária da direita golpista contra a população. Colocar abaixo os governos golpistas, tanto na esfera estadual quanto federal; Fora Bolsonaro e todos os golpistas, governos esses que empurram a população para uma situação da era medieval, sem luz, água, transporte, etc. Pela reestatização de todas as empresas sob o controle dos trabalhadores e da população.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas