Direita se organiza
O presidente recém eleito da Bolívia Luís Arce mal ganhou a eleição e a direita já organiza atividade para dar um novo golpe de Estado
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Candidato presidencial Luis Arce, que lidera as pesquisas na Bolívia
16/10/2020
REUTERS/David Mercado
O presidente do MAS, Luís Arce. | Foto: reprodução

O Comitê Cívico da região de Santa Cruz, formada pela direita, empresários e golpistas do leste do país, anunciou uma greve de atividades nesta quinta (05) e sexta-feira (06), exigindo uma auditoria das recentes eleições presidenciais, após suspeitas de fraude em favor do candidato do Movimento ao Socialismo (MAS) Luis Arce, segundo um dirigente da presidente da entidade, Rómulo Vaca.

A decisão representa que a direita golpista da Bolívia vão iniciar uma série de medidas e atitudes para desestabilizar o governo e dar um novo golpe contra o governo nacionalista do MAS.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas