Direção golpista da ECT faz nova proposta miserável aos trabalhadores

22_02_14nicolle_gr__4_-96406

Nesta terça-feira (31/07), a direção golpista da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) apresentou para os representantes dos trabalhadores uma “nova” proposta para campanha salarial da categoria.

Com medidas para excluir direitos da categoria, como por exemplo diminuir os valores do vale alimentação/refeição, os golpistas apresentaram pela segunda vez na campanha salarial, a intenção de reajustar o salário da categoria com índice abaixo da inflação.

Na primeira proposta que já foi rechaçada pela categoria, os golpistas propuseram um reajuste de 1,58%, quando a inflação medida pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) é de 3,68% para o período de jun/17 a jul/18.

Agora, em um evidente provocação, a “nova” proposta dos golpistas é de reajuste de 2,21% sobre os salários da categoria, ou seja, quase a metade do já expurgado índice da inflação do período, uma vez que as taxas públicas, combustíveis e produtos alimentícios sobe acima de 10% ao ano no país.

É a política golpista de manter os trabalhadores do país sob um intenso arrocho salarial e retirada de direitos para facilitar a exploração capitalista sobre a classe trabalhadora brasileira.

No caso dos Correios, essa política serve para entregar a ECT para a privatização entregando esse patrimônio do Brasil para os parasitas do mercado postal internacional.

É necessário uma grande mobilização dos trabalhadores dos Correios e demais categorias que estão sofrendo os mesmos ataques dos golpistas, para a criação de comitês de luta contra o golpe, pela liberdade de Lula e na defesa do patrimônio nacional, antes que os golpistas consigam acabar com todos os direitos trabalhistas e o patrimônio do povo.