Frente ampla com fascista
Flávio Dino propôs, em ofício, um plano de “união nacional” a Bolsonaro para “salvar” os trabalhadores brasileiros. A proposta parece desconhecer a política tocada por Bolsonaro.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Dino propõe pacto nacional a Bolsonaro
Flávio Dino (PCdoB), governador do Maranhão. | Foto por: reprodução.

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), enviou nesta segunda (27) um ofício ao presidente ilegítimo Jair Bolsonaro no qual sugere que ele reúna governadores, presidentes de representações empresariais e centrais sindicais para formar “Pacto Nacional pelo Emprego”, o qual poderia criar medidas emergenciais para geração de emprego e renda.

O pedido veio após à divulgação dos números da economia brasileira e, principalmente, da acentuação que já é esperada para o segundo semestre na taxa de desemprego no país, traduzindo as demissões em massa que vêm ocorrendo nos últimos meses.

O estranho é, a proposta de “união nacional” feita por F. Dino que parece não considerar a política de destruição que é tocada por Bolsonaro e seu governo, a qual vai exatamente no sentido oposto à geração de empregos, como as MPs editadas por ele recentemente que permitiram as demissões em massa e cortes de salários, jogando milhões de trabalhadores na miséria.

Pior, a proposta ao fascista Bolsonaro, caso fosse concretizada, leva a classe trabalhadora a ficar à reboque da política da direita, esperando ser salva por aqueles que são os responsáveis pela atual situação de calamidade do país. Além disso, tende a pôr freio na tendência de mobilização da classe trabalhadora contra todos estes os ataques.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas