Esquerda pelo Fica Bolsonaro
A ex-presidente Dilma Rousseff foi criticada em reunião da direção do PT por fazer chamamento ao avanço dos militares no cenário político nacional.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
DIlma-1
Dilma criticada internamente. Imagem: Ricardo Stuckert |

Da redação – Em reunião realizada nesta terça (19) pela direção nacional do PT, a ex-presidente Dilma Rousseff foi ironizada por membros da direção ao fazer um chamado a enfrentar a ocupação de espaços políticos pelos militares.

Dilma afirmou “o militarismo está de volta e a politização das Forças Armadas será inevitável, se não reagirmos e não dermos um basta a toda e qualquer ação militar fora dos marcos da Constituição” e, ainda, “frente à crescente reprovação de seu governo pela maioria do país e ao aumento do apoio popular a seu impeachment, Jair Bolsonaro não deixa dúvidas de que pretende dar um autogolpe de Estado. De novo vemos a ilusão política que não haverá golpe de Estado.

Logo em seguida a fala da presidente foi rebatida pelo atual presidente do PT no Rio de Janeiro, Washington Quaquá, que disse “e o que vamos fazer? Despertar o exército de terracota? Temos um exército chinês escondido em algum lugar?

Quaquá, é um dos membros da direção do PT que faz críticas públicas à Dilma desde 2016, pelo menos, o qual já afirmou que o golpe de 2016 foi por sua culpa e após as eleições de 2018 afirmou que o Fora Bolsonaro era uma bobagem.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas