Diferente de outros presos, Lula não pode falar com a imprensa

8360919

O fotógrafo Ricardo Stuckert tentou entrar na cela em que está preso de forma ilegal o ex-presidente Lula, portando seus equipamentos de foto e filmagem, mas foi impedido por uma decisão da juíza Carolina Lebbos, que vem indeferindo todos os pedidos de entrevista, de fotografia ou de qualquer outro meio de comunicação com o líder popular, inclusive via teleconferência.

Apesar de outros presos já terem conseguido exercer seu direito de falar com a imprensa, como Marcinho VP, Nem da Rocinha, o ex-senador Luiz Estevão e Suzane Von Richthofen, a magistrada resolveu censurar o ex-presidente de forma arbitrária, provavelmente obedecendo às ordens excepcionais do regime golpista instalado no país. Ela se justificou dizendo que “o fato de terem sido eventualmente realizadas entrevistas com outros presos em regime fechado de modo algum poderia significar autorização genérica ou precedente vinculativo”.

É óbvio que o motivo da censura é facilitar a campanha dos golpistas nas eleições deste ano, que serão especialmente difíceis para os traidores da pátria. Eles estão desesperados com a possibilidade de não conseguirem eleger ninguém com o mínimo de legitimidade para governar, e se Lula eventualmente conseguir expor suas críticas na imprensa o regime golpista vai ruir com muito mais agilidade.