Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

A falta de desenvolvimento do capitalismo brasileiro deixa as contradições da sociedade muito mais claras, colocando os negros e mulheres em uma situação de degradação muito maior do que os homens brancos. Esta diferença, com o golpe de Estado, se aprofunda ainda mais.

O Instituto Locomotiva fez estudo, publicado em fevereiro de 2018, que mostra que o salário de uma mulher negra é 26,5% menor que o de uma mulher branca, sendo 56,4% menor se compararmos comum homem branco.

“Homens brancos com curso superior ganham, em média, R$ 6.590. O salário médio das mulheres brancas é de R$ 3.915. Já as mulheres negras têm a menor renda entre as trabalhadoras com ensino superior. A renda média delas é de R$ 2.870, enquanto os homens negros com curso superior ganham R$ 4.730” segundo Renato Meirelles, responsável pelo estudo.

As desigualdades no país só aumentam com o golpe de Estado e o povo corre o risco agora de ver um genocídio dos negros em um nível jamais visto no país, caso seja efetivado o golpe militar que está sendo desenvolvido no país. Assim, não devemos tirar o foco da luta contra o golpe para lutar contra a injustiça salarial e as demais injustiças que serão feitas no país.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas