Seis pacotes com material explosivo foram enviados nos EUA para membros ou apoiadores do Partido Democrata, são eles George Soros, casa de Bill e Hillary Clinton, escritório de Barack Obama entre outros.