Lido nas redes

Só agora uma ampla campanha contra o Bolsonaro toma forma, graças a “mão invisível” do mercado, e ninguém acha estranho…