24 de maio de 1933: ascensão de Hitler ao poder

Para chegarmos ao fato de hoje na História, dia 24 de maio, temos que voltar alguns meses nos acontecimentos, e enfim, trazer o fato que colocou Adolf Hitler no poder da Alemanha.

Regredindo apenas um ano, em 1932, os nazistas ganham a maior parte dos votos nas duas eleições gerais do Reichstag, porém, não tinham a maioria, e apenas uma pequena parcela no parlamento aceitava suas propostas, o Partido Popular Nacional Alemão (DNVP-NSDAP).

Acontece que, na noite de 27 de fevereiro em 1933, ocorre um fato histórico que todo comunista tem como estratégia dos nazistas, onde, um incêndio no edifício do Reichstag foi utilizado para a caça aos comunistas. Neste episódio, o holandês comunista Marinus van der Lubbe é encontrado no interior do edifício, onde, segundo testemunhas, Lubbe foi encontrado extremamente vermelho, completamente fora de si, e gritava sem parar a palavra “Revolução! Revolução!”. O mesmo é preso e acusado de iniciar o incêndio e com efeito imediato abre-se a caça em todo o Reich. Os alemães passaram a se perguntar se o incêndio seria um sinal para iniciar uma revolução comunista.

Com a caça aos opositores, o Reichstag aprova em 24 de maio de 1933 o Ato de Autorização pelo qual transmitia as funções legislativas de Hitler ao poder executivo. Daí para frente, diversos ministérios deixaram de se reunir no regime nazista — embora continuassem existindo na teoria — como o Conselho Secreto do Gabinete (Geheimer Kabinettsrat) e o Conselho de Defesa do Reich (Reichsverteidigungsrat), cujas funções passaram a ser executadas pelo nazista. Durante todo o ano, esse processo se aumenta exponencialmente, os social-democratas (SPD), apesar dos esforços para apaziguar Hitler, foram proibidos no parlamento em junho e entre junho e julho os Nacionalistas (DNVP), o Partido Popular (DVP) e o Partido do Estado (DStP) foram desmantelados. O Partido do Centro Católico dissolveu-se em 5 de julho de 1933 e em 14 de Julho de 1933 a Alemanha foi oficialmente declarado um estado de partido único por um decreto-lei:

“O Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães constitui o único partido político da Alemanha.

Aquele que tentar manter ou formar um novo partido será punido com trabalhos forçados por três anos ou com prisão de seis meses a três anos, se a ação não estiver sujeita a penalidade maior, em conformidade com outros regulamentos.“

Com a ascensão do nazismo, financiado por capitalistas, inclusive norte-americanos como Henry Ford, centenas de milhares de socialistas, comunistas e anarquistas foram enviados a campos de concentração, torturados e mortos pelos nazistas na Alemanha e em toda Europa.