17 de julho de 1936 – Início da Guerra Civil Espanhola

guerra civil

A Guerra Civil Espanhola foi um conflito armado ocorrido entre 1936 e 1939, que se iniciou no dia 17 de julho, envolvendo de um lado,  os republicanos, em aliança com os anarquistas e comunistas, contra os fascistas. O fascismo espanhol foi liderado pelo General Francisco Franco.

A guerra foi uma somatória de diversas forças internas e externas, desde a Primeira Guerra Mundial, Revolução Russa, ascensão fascista na Itália de Mussolini, na Alemanha de Hitler, e, no caso espanhol, teve início na sequência de um pronunciamento de militares contra o governo republicano.

O poder do governo vinha se transformando através de duros embates, com as forças na monarquia, republicanos, comunistas, anarquistas, e no momento inicial da guerra era constituído por uma coligação moderada de Republicanos, pressionados pelos partidos comunistas e socialistas, que lutavam contra a ascensão fascista ao passo que reivindicavam um avanço progressista de governo saindo do atraso da monarquia para a República.

Entre 1936 e 1937, a guerra se espalha em combates ferozes por diversas partes do território espanhol, havendo, inclusive, o famoso bombardeio contra cidade de Guernica – que rendeu um quadro espantoso de Pablo Picasso. No ano de 1938, os franquistas já tinham controlado as principais cidades do território espanhol, cercando as tropas de anarquistas e comunistas.

Com 349 cm de altura por 776,5 cm de comprimento, Guernica, uma das obras mais famosas de Pablo Picasso, pintada a óleo em 1937

O triunfo dos falangistas foi conquistado após uma gigantesca batalha, pelo massivo apoio militar cedido pelos alemães e italianos. A facção Nacionalista venceu a guerra no início de 1939 e Franco imprimiu um governo de miséria e horror para toda a Espanha até à sua morte em novembro de 1975.