Dia 23, tomar as ruas de novo pelo “fora Bolsonaro!”

fora_

No próximo dia 23 ocorrerá mais um ato contra os ataques do governo Bolsonaro à Educação. Com início marcado para 17h, o ato se concentrará na frente do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp).

O ato do dia 23, assim como qualquer outro ato que vier daqui para frente, deve exigir a liberdade do ex-presidente Lula e a derrubada imediata do presidente ilegítimo Jair Bolsonaro. A única oposição possível aos cortes e demais ataques contra os interesses dos trabalhadores e da juventude é aquela que se propõe a levar adiante uma luta política contra a direita.

Os cortes na Educação não são o único ataque de Bolsonaro à população. A reforma da Previdência, as inúmeras privatizações, a tipificação dos movimentos sociais como terroristas – tudo isso faz parte dos planos do imperialismo para saquear o patrimônio nacional e impor um clima de terror. Por isso, não há outra opção: é preciso organizar um movimento que ponha o regime político abaixo.

Apesar de alguns setores da esquerda nacional defenderem que o governo Bolsonaro dure até o fim de seu mandato previsto, isto é, que todos os explorados tenham de aguentar quatro anos de um governo inimigo do povo, é necessário travar uma luta que interrompa o governo ilegítimo da família Bolsonaro, dos latifundiários, dos militares e dos capitalistas. Por isso, neste dia 23, todos devem sair às ruas pelo “Fora Bolsonaro” e pela “Liberdade de Lula”.