Devastação da indústria nacional: golpistas entregam a Embraer para os EUA

embraer_e195

Em nome dos interesses dos grandes monopólios do capitalismo, como os monopólios do ramo da aviação, os golpistas estão entregando de bandeja setores importantes e fundamentais da industria nacional. Exemplo disso é o caso da negociação envolvendo a empresa brasileira de aviação, Embraer, com a empresa norte-americana, Boeing.

Neste último dia 5 de julho, a Boeing efetivou a compra de 80% da companhia brasileira. A empresa norte-americana desembolsou cerca de US$ 3,8 bilhões para adquirir quase que a totalidade da empresa brasileira, uma verdadeira bagatela, tendo em vista o enorme poder da companhia nacional.  A venda da Embraer pelos golpistas para os norte-americanos relaciona-se também com a disputa internacional entre os monopólios da aviação.

No final do último ano, a fabricante francesa, Airbus, tornou-se sócia majoritária no programa de jatos de passageiros da empresa canadense Bombardier. Com a aquisição da empresa brasileira, a Boeing, tenta fazer frente ao monopólio francês.

Para além da disputa entre as grandes empresas internacionais, na pratica, o que ocorre, e a verdadeira devastação da industria nacional. Com a privatização da empresa brasileira, milhares de trabalhadores serão demitidos, acarretando também o sucateamento dos serviços e do desenvolvimento da tecnologia brasileira. Vale destacar ainda que a privatização da empresa brasileira teve aval dos militares. Apesar de se apresentarem como nacionalistas, o alto comando das forças armadas não passa de um verdadeiro capacho dos interesses do imperialismo.

A privatização da empresa brasileira é consequência direta do golpe de Estado, o qual vem destruindo e entregando completamente as empresas nacionais para o capital internacional.