Siga o DCO nas redes sociais

Neoliberalismo
Destruição da direita: capela histórica pega fogo em Diamantina
A política da direita tem levado à destruição de diversos patrimônios culturais, como a Igreja da Sopa, mas também a Catedral de Notre-Dame de Paris e o Museu Nacional.
20191004175232983848a (1)
Neoliberalismo
Destruição da direita: capela histórica pega fogo em Diamantina
A política da direita tem levado à destruição de diversos patrimônios culturais, como a Igreja da Sopa, mas também a Catedral de Notre-Dame de Paris e o Museu Nacional.
(Foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A. Press)
20191004175232983848a (1)
(Foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A. Press)

Construída no século XIX, a Igreja de Santa RIta de Cássia – conhecida como “Igreja da Sopa” – foi atingida por um incêndio no último dia 4 de outubro. Ela estava localizada no distrito de Sopa, em Diamantina, no Vale do Jequitinhonha de Minas Gerais.

A Igreja era considerada um patrimônio cultural do distrito e era o seu principal atrativo turístico. Em 2015, havia sido restaurada completamente, mas acabou não sobrevivendo ao descaso da direita.

Neste dia 4 de outubro, os pouco mais de 500 cidadãos de Sopa perderam uma de suas principais fontes de renda, já que a igreja era um atrativo para os turistas irem visitar a região. Mas isso não é o único problema.

Política da direita

Incêndio na Catedral de Notre-Dame de Paris. Foto: Geoffroy Van Der Hasselt/AFP

O problema real é o problema da decadência capitalista. O sistema econômico atualmente vigente não permite mais o desenvolvimento cultural da humanidade. Muito pelo contrário, já que nem a manutenção do que já foi construído, como a capela de Sopa, é permitido.

O descaso da direita com a cultura e os patrimônios históricos, através de uma política de contenção de gastos, é um crime contra a humanidade. Com isso, fica apagada uma parte da história da civilização humana.

O descaso assemelha-se à política nazista de queima de livros, realizada nos anos 30. Os seguidores de Hitler pegavam livros de todos os tipos, muito deles raros (com poucas edições) e jogavam em fogueiras. Um verdadeiro ataque contra a cultura. 

Podemos nos lembrar que no dia 15 de abril deste ano, o neoliberalismo francês colocou fogo em um dos mais importantes monumentos da história da espécie humana, a Catedral de Notre-Dame de Paris, que começou a ser construída no século XII para terminar 200 anos depois. Os indícios de que a Catedral estava em risco foram ignorados pelo presidente francês, Emmanuel Macron, ocasionando em uma perda sem tamanhos para o patrimônio histórico da civilização.

No Brasil, diversos museus estão caindo aos pedaços, com destaque para o Museu Nacional, que pegou fogo em 2018, perdendo 90% de seu acervo museológico. Ele, que é localizado no Rio de Janeiro, é o mais antigo museu do país, com mais de 200 anos. Pegou fogo justamente quando comemorava seu 200º aniversário. 

É preciso deixar claro que essa é a política da direita. As reformas necessárias para manter os patrimônios não são feitas, pois custam dinheiro e a burguesia tem a política de contenção de gastos. 

Desta forma, fica claro que, ao contrário da fase ascendente do capitalismo, quando monumentos históricos estavam sendo construídos, agora, estamos na fase da destruição, da total decadência capitalista, em que a cultura e a vida humana estão ameaçadas – com a destruição, a especulação imobiliária, a volta de doenças erradicadas e assim por diante.

A Igreja de Santa Rita de Cássia

O incêndio abalou toda a estrutura da Igreja da Sopa, deixando apenas as ruínas das paredes, que podem desabar a qualquer momento.

Veja as fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.