Desmatamento e grilagem
Intensificados no governo Bolsonaro, o desmatamento, a grilagem de terras e o latifúndio sempre marcaram o Brasil dominado pelas elites
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Desmatamento-Foto-Felipe-Werneck-Ibama
Registro do desmatamento brasileiro | Foto: Felipe Werneck - IBAMA.

Na História do Brasil, em todos os seus ciclos econômicos, nossas elites sempre exploraram os recursos naturais do país de forma predatória e sistemática, provocando desmatamento, grilagem de terras e fortalecendo o latifúndio.

Desde a chegada dos portugueses e começo da economia capitalista no Brasil, nossa vegetação vem sendo devastada. A Mata Atlântica, um dos primeiros locais da ocupação do país, é a nossa floresta que mais sofre com a devastação, restando de original apenas 7%.

A nova vítima da sanha violenta das classes dirigentes do Brasil é a floresta Amazônica, que sofre com os desmatamentos em prol da expansão agrícola, cujos principais beneficiários são os grandes latifundiários, em detrimento dos camponeses e do povo brasileiro. O latifúndio, extensa propriedade agrícola, geralmente improdutiva, pertencente a uma minoria tradicional surgida no início de nossa colonização, é outro grande problema do país. A grilagem, prática antiga de falsificar documentos em caixa com grilos para se apossar das terras, é praticada por esses latifundiários e apoiada pelos governantes reacionários.

No governo Bolsonaro esses problemas históricos estão a cada dia aumentando e sendo estimulados, pois o presidente já disse aos latifundiários que esse governo é deles. Os números são alarmantes e nos alertam para a necessidade de lutar e derrubar esse governo e sua base golpista.

Os alertas de desmatamento do governo Bolsonaro foram 82% superiores aos três anos anteriores. Desde o golpe de 2016, organizado pela base política que sustenta o governo e diz demagogicamente que quer combatê-lo, o desmonte das políticas ambientais só aumenta.

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais(INPE) indicam onde estão ocorrendo desmatamentos, para que os órgãos de fiscalização possam conferir e agir. Os números divulgados pelo INPE podem ser falsamente utilizados para fazer propaganda do governo, mas a realidade é outra quando comparada com anos anteriores. No ano de 2020, a área com aviso de desmatamento legal na Amazônia era de 8.426 Km². Em 2019 esse aviso foi maior, 9.178 Km². Apesar dessa queda de 8% nos anos de 2019 para 2020, o volume médio referente ao desmatamento nesses dois anos foi de 8.802 Km², bem maior do que o volume médio dos anos 2016, 2017 e 2018, que foi de 4.844 Km², segundo reportagem da Revista Terra(08/01/21).

Essa devastação foi comprovada por outros dados divulgados pelo mesmo instituto. O Prodes, um sistema do INPE, traz dados anuais de desmatamento. Entre agosto de 2019 e julho de 2020, a devastação da floresta atingiu 11.088 Km², um aumento de 9,5% em relação à medição anual anterior.

Diante desses dados negativos sobre o desmatamento, o governo federal criou a Operação Verde Brasil 2, que vem se mostrando inócua no combate a esses problemas. É uma verdadeira operação para despistar a real intenção do governo Bolsonaro, um governo voltado para o latifúndio e o desmonte das políticas ambientais em favor do capital e em detrimento da população brasileira.

A Operação Verde Brasil 2, coordenada pelo Conselho da Amazônia e presidida por Hamilton Mourão, vice-presidente da República, enviou no mês de maio militares para a Floresta, a um custo mensal de R$60 milhões. Segundo dados da Operação, ela já combateu 7,5 mil focos de incêndio, embargou 99 mil hectares, aplicou 183 autos de prisões em flagrantes delitos e aplicou 1,79 bilhão em multas.  Porém, a real efetividade da Operação não aconteceu, pois no acumulado do período vigente da operação o desmatamento foi o segundo maior nos últimos cinco anos. Portanto, é preciso tomar cuidado com a manipulação dos números e estatísticas, pois eles sempre poderão ser usados como verdade em versões falsas.

É preciso mobilizar a população brasileira para denunciar e combater, nas ruas, o governo golpista de Jair Bolsonaro, que é uma verdadeira máquina de ataque ao meio ambiente e a todo povo brasileiro.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas