Biden impõe mais sanções a Cuba e recrudesce o bloqueio criminoso

Anterior
Próximo

Os mais oprimidos é quem pagam

Desemprego entre as mulheres atinge nível recorde

A corda arrebenta sempre no ponto mais vulnerável, na sociedade capitalista os trabalhadores, principalmente as mulheres

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Desemprego no Brasil com rosto de mulher negra – Foto: Reprodução

Publicidade

A taxa de desemprego entre as mulheres no primeiro trimestre de 2021 bateu recorde, e ficou 21,8% acima da média nacional.

Enquanto que o desemprego médio no país obteve a taxa, também recorde, de 14,7%, o das mulheres ficou em 17,9%, sendo este o pior resultado na série histórica da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios Contínua (PNAD) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O desemprego entre os homens teve o resultado de 12,2%, 17% abaixo da média nacional, e entre os jovens com idade entre 18 e 24 anos teve o resultado de 31%, acima da média nacional.

Entre as mulheres, no 1º trimestre de 2020 a taxa foi de 14,5% e aumentou para 16,4% no 3º trimestre do mesmo ano.

A analista da pesquisa, Adriana Beringuy diz que embora com maior escolaridade a mulher tem maior rotatividade no mercado de trabalho, por ter que cuidar dos filhos e da casa.

A pesquisa apontou que entre os brancos o desemprego ficou 19,04% abaixo da média geral. Entre os pretos 26,53% acima da média e entre os pardos 14,96% também acima da média nacional.

Por escolaridade, os com ensino médio incompleto a taxa foi mais alta, 24,4%. Com nível superior incompleto foi 17,5%,  e superior completo 8,3%.

Tamanho desemprego, com a devastação da economia no país e no exterior é consequência direta da política neoliberal. No país, a partir do golpe de estado que ceifou a candidatura da presidenta Dilma Rousseff, tinha como objetivo promover esse caos para os trabalhadores, pois enquanto que estes perdem o emprego e a renda, a burguesia aumenta seus ganhos, conforme as pesquisas do Fundo Monetário Internacional (FMI), Banco Mundial e Organização das Nações Unidas (ONU). Os 10% mais ricos aumentaram sua riqueza, mesmo com crise na economia e agravada pela pandemia.

Essa é a origem da guerra de classes, com interesses contraditórios entre si, e levam a perdas pela maioria da população ao mesmo tempo que eleva os ganhos da minoria, dona do poder do estado capitalista.

Os setores mais oprimidos são os que sempre pagam a conta pelos desastres provocados pelo pior sistema produtivo já criado pela humanidade, o capitalismo. Nesse caso os trabalhadores e principalmente as mulheres e negros estão nas piores condições de vida. Arcam com a maior parte das desgraças provocadas pelo sistema.

A desigualdade aumenta a olhos vistos, e com a abundância de uns poucos em meio à escassez de recursos da grande maioria, a revolta é a consequência natural. O povo vai às ruas em protestos gigantescos contra a fome, miséria, falta de controle da pandemia, falta de emprego. Enfrenta a repressão por parte do braço armado do capital, as forças policiais, que não exita em promover todo tipo de crueldade contra o povo que luta pela sobrevivência.

Os sinais são da completa exaustão do capitalismo que agoniza buscando manter os últimos suspiros. Mas o destino é fatal, chegou a hora dos trabalhadores ocuparem seu lugar na história e enterrar de vez o moribundo e sair da pré-história da humanidade, inaugurando o início da verdadeira história que a humanidade é capaz de fazer, uma terra sem amos, a internacional socialista.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.