Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
industria
|

Da redação – A oferta de emprego na indústria caiu 1,3% desde junho, segundo dados divulgados pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta segunda-feira.

“Com a nova queda, o emprego acumúla um recuo de 4,3% desde maio, mês da crise dos transportes”, considerou o documento.

O documento cita, ainda, um aumento de 0,4% no número de empregos em julho, comparando-se ao mesmo mês de 2017. Esse suposto crescimento, contudo, é associado a retração de 2,9% da massa salarial dos trabalhadores e um recuo de 1,0% no primeiro semestre. Isso significa que os novos contratados já tem sofrido com grandes perdas salariais e de direitos decorrentes da instabilidade produzida pela reforma das Leis Trabalhistas. Com isso, o trabalhador ficou com renda 3,2% menor do que a de junho do ano passado, 1,4% a menos acumulados no ano.

As reformas trabalhistas e a aprovação irrestrita da terceirização do trabalho são ataques diretos à população que têm consequências cada vez piores: arrocho salarial, perda de direitos, perda de poder de organização classista de luta. A direita têm atacado diretamente o centro das organizações operárias como uma forma de reduzir seu poder de classe. Os salários menores são associados à desestruturação dos sindicatos pelo fim do imposto sindical, as reformas trabalhistas que inibiram o milhões de ações por parte do empregado, as leis de terceirização geral e irrestrita, dentre diversas outras artimanhas do governo golpista. É preciso lutar contra o golpe e todas as medidas golpistas. É preciso lutar pela Liberdade de Lula, por Lula Presidente, Lula ou Nada e Lula até o Fim!  

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas