Dados do IBGE
Dados divulgados nesta quarta-feira pelo IBGE mostram que mulheres, negros e nordestinos são os mais afetados pelo aumento do desemprego no país.

Por: Redação do Diário Causa Operária

Dados da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra e Domicílios), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), foram divulgados nesta quarta-feira (10) e revelam números terríveis da situação do trabalho no Brasil.

Menos da metade da população estaria ocupada no país, 49,4%. Em 2020, mais de 7 milhões de trabalhadores perderam o emprego formal, sendo que as maiores taxas médias de desemprego foram registradas no Nordeste e as menores, na região Sul.

A taxa de desemprego no último trimestre de 2020, segundo a pesquisa, foi de 11,9% entre os homens e de 16,4% entre as mulheres. O que representa uma diferença de 37,8%.

Já o salário médio dos homens era de R$ 2.724 e o das mulheres R$ 2.219.

Send this to a friend