A caminho da miséria absoluta
Dados do Ministério da Economia mostram que de janeiro a julho deste ano foram feitas 87,3 mil contratações intermitentes e 59,8 mil demissões.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
slave-getty_2-1024x768
Mãos de escravo | Associação Brasileira de estudo do trabalho

O trabalho intermitente foi instituído pela “reforma” trabalhista feita pelo golpista Michel Temer (MDB-SP), quando usurpou o governo Dilma através do impeachment. Esse é uma modalidade onde os trabalhadores são chamados pelo patrão a prestar serviços uma ou duas vezes por semana ou só nos finais de semana e podem ganhar menos de um salário mínimo por mês. Uma das medidas mais nefastas, junto com a terceirização, que foi aprovada na “reforma” trabalhista do governo ilegítimo de Temer (MDB-SP).

Com a pandemia e a intensificação do governo golpista de Bolsonaro de fazer medidas provisórias que autorizam rebaixamento e congelamento de salários e demissões em massa, a modalidade do trabalho intermitente está sendo implementada em larga escala pelos patrões.

Dados do Ministério da Economia mostram que de janeiro a julho deste ano foram feitas 87,3 mil contratações intermitentes e 59,8 mil demissões. Milhares de trabalhadores estão desempregados e a outra parte subempregados com essa modalidade de emprego.

Os trabalhadores estão virando escravos nessa pandemia, os ataques a classe trabalhadora é gigantesco, estão repassando milhões para os bancos e o mercado financeiro e os trabalhadores estão perdendo férias, décimo terceiro, descanso semanal, as oito horas diárias, os patrões estão jogando toda crise nas “costas” do trabalhador.

É preciso que toda as direções abandone as ilusões da frente ampla é que todo mundo está no mesmo barco, a pandemia não somente não elimina como acirra a luta de classes, a classe trabalhadora desde o golpe e agora com a pandemia perdeu direitos históricos, conquistados com muito sangue, é preciso reagir a altura.

Os sindicatos devem reabrir suas portas urgentemente, pois os capitalistas estão aplicando todas as atrocidades contra os seus empregados, em nome de salvar os bancos, reabrem todo o comércio, querem reabrir até escolas, e estão pagando cada vez menos aos trabalhadores, com isso, aumentando seus lucros.

É preciso radicalizar, organizar a luta, organizar assembleias e atos de rua para derrubar o governo golpista de Jair Bolsonaro e seus lacaios, pois estão transformando o Brasil em um país de terra arrasada. É preciso uma reação à altura, pois a política das direções de #ficaemcasa está matando o povo de fome.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas