Desemprego
Dados do IBGE apontam para um recorde histórico da taxa de desemprego, com 13,5 milhões desocupados. O contingente de trabalhadores informais ficou em 28,3 milhões.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
ae-carteira-de-trabalho-24072020085721998
A miséria e o desemprego se aprofundam no país. | Reprodução.

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de desemprego chegou a 14% no mês de setembro. Trata-se de um recorde da série histórica do instituto.

No mês de agosto, a taxa de desemprego estava em 12,9% e cresceu para 14% em setembro. No período entre maio a setembro, o número total de desempregados cresceu em 33%, de 10,1 milhões para 13,5 milhões. O contingente de trabalhadores informais ficou em 28,3 milhões de pessoas em setembro, isto é, 34,2% do total de ocupados.

Apesar dos esforços do governo Bolsonaro para manipular os dados relativos ao desemprego no Brasil, com vistas a esconder a realidade, é visível que a situação da população se deteriora a cada dia.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas