Deputados de direita comparam Marielle a animais, boicotando ato em homenagem à ex-vereadora na Câmara
15525783445c8a7728c2543_1552578344_3x2_xl
Deputados de direita comparam Marielle a animais, boicotando ato em homenagem à ex-vereadora na Câmara
15525783445c8a7728c2543_1552578344_3x2_xl

Da redação – Deputados de extrema-direita realizaram um protesto hoje (14) com a única intenção de boicotar uma manifestação realizada por parlamentares de esquerda na Câmara dos Deputados, de homenagem à ex-vereadora Marielle Franco, pelo aniversário de seu assassinato político.

O ato dos deputados da direita, encabeçado pelo PSL, iniciou-se dez minutos depois de começar o protesto pela morte de Marielle, e teve como mote os maus-tratos a animais. “Vamos fazer um minuto de silêncio por todos os animais que lamentavelmente são maltratados ou sacrificados”, disse Fred Costa (Patriota), organizador do ato. Trata-se de um depoimento cínico, que compara o assassinato de Marielle pela direita com a morte de animais, até porque a manifestação foi, de acordo com relatos e com as imagens, cheia de risadas e brincadeiras.

A manifestação dos parlamentares da direita contou com a participação do deputado Daniel Silveira (PSL), o mesmo que quebrou uma placa com o nome da ex-vereadora, e com caixas de som das quais saíam sons de latidos de cachorro.

É um escárnio o que os deputados fascistas organizaram, uma espécie de comemoração e deboche da morte de Marielle Franco, demonstrando que, se políticos da extrema-direita não estão envolvidos diretamente em seu assassinato (o que é uma possibilidade), ao menos não estão contra esse tipo de atentado. A extrema-direita, na verdade, é justamente a favor disto: o massacre de militantes e dirigentes de esquerda e dos movimentos populares.