Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

A direita golpista está a todo o vapor em todas as frentes possíveis. Nesta semana, o deputado latifundiário e golpista, Jerônimo Goergen (PP-RS), apresentou um projeto para atacar duramente os movimentos sociais de luta pela terra e moradia. O projeto fascista apresentado no início de fevereiro pelo golpista e entregue ao plenário da Câmara no dia 21 altera o artigo 2º da Lei 13.260/16, conhecida como Lei Antiterrorismo.

A proposta é um aumento do que pode ser enquadrado como ato terrorista e aumento das penas, que pela legislação em vigor não poderia ser aplicada em questões sociais e sindicais. Mas o deputado golpista quer ir ainda mais longe “a fim de se colocar um paradeiro no clima de guerrilha que, não raro, instala-se em nosso território”, afirmou ao sítio do Congresso em Foco.

A lei é absurda e se baseia nas ações do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) e um dos exemplos apresentados na lei são supostas ações do MST denunciadas falsamente pelo Movimento Brasil Livre (MBL), organização fascista financiada pelos grandes especuladores internacionais.

O deputado é coordenador da bancada ruralista e conhecido por atacar os movimentos de luta pela terra, principalmente indígenas e trabalhadores sem-terra. A classificação dos movimentos de luta pela terra e moradia como terrorista é mais uma maneira de atacar duramente a esquerda e perseguir suas lideranças.

O MST e outros movimentos de luta pela terra devem denunciar amplamente esse projeto fascista e lutar contra a aprovação no congresso.

Enquanto a esquerda continua com as ilusões eleitorais, apresentando diversos candidatos e unidade que não levam a derrota do golpe, os golpistas avançam a passos largos contra os direitos dos trabalhadores e dos movimentos de luta pela terra em direção a uma ditadura militar em favor de latifundiários e da burguesia imperialista.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas