Perseguição política
O deputado fascista apresentou um PL que modifica pontos da Lei de Segurança Nacional e prevê penas de 9 a 15 anos de prisão para comunistas.

Por: Redação do Diário Causa Operária

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) apresentou, nesta terça-feira (01) , um Projeto de Lei que criminaliza o que classifica como apologia ao comunismo. De acordo com o documento, o PL modifica pontos da Lei de Segurança Nacional, de maneira a punir com penas de 9 a 15 anos de prisão pessoas identificadas como comunistas.

Nas redes sociais, Eduardo Bolsonaro disse que a lei é inspirada na legislação ucraniana.  O parlamentar fascista equiparou o nazismo com o comunismo e disse que é uma medida necessária para garantir a liberdade.

A perseguição ideológica é uma características dos regimes políticos ditatoriais. A apresentação desta medida é expressão da política do bloco bolsonarista, que quer avançar no sentido da instauração de uma ditadura militar fascista no Brasil.

Send this to a friend