Presidência dos EUA
Um dia após a posse de Biden, primeiro processo de impeachment é apresentado sob acusações de abuso de poder e permitir negociatas que beneficiaram seu filho.
U.S. Rep. Marjorie Taylor Greene (R-GA) wears a
Representante Marjorie Taylos Greene (Republicanos). | Foto por: reprodução/twitter
U.S. Rep. Marjorie Taylor Greene (R-GA) wears a
Representante Marjorie Taylos Greene (Republicanos). | Foto por: reprodução/twitter

Marjorie Taylor Greene deputada pelo Estado da Geórgia, apresentou nesta quarta (21) o primeiro pedido de abertura de um processo de impeachment contra Joe Biden por abuso de poder enquanto vice-presidente de Barak Obama.

A parlamentar embasa seu pedido, principalmente, em acusação de negociatas de Biden com autoridades ucranianas para permitir que seu filho, Hunter Biden, desviasse dinheiro da Rússia e China com subornos e venda de benefícios internos por conta de sua influência.

As acusações que, de certa forma, não são novas, já foram objeto de análise pelo próprio Senado, mas que estão sendo novamente apresentados visto que, Hunter Biden continua sob investigação criminal justamente por possíveis fraudes financeiras. O processo teve origem em uma matéria divulgada pelo NY Post à partir de informações obtidas de um laptop deixado numa loja de manutenção de computadores. O caso recebeu certa desconfiança por ter sido amplamente apoiado por Rudolph Giuliani, advogado de Trump, acusações também utilizadas durante a campanha eleitoral.

Greene, também vem sendo criticada por ser uma apoiadora de Trump e de movimentos de extrema-direita.

Relacionadas
Send this to a friend