Depois do golpe: falta diversos materiais nas escolas

escola-grazi01

Nas escolas paulistas, os professores usam as datas comemorativas para enriquecer o trabalho docente, porém falta cartolina, cola, tesoura, papel crepom, entre outros. Um exemplo é a festa do Dia das Bruxas, que é comemorado nos EUA no dia 31 de outubro.

Porém falta os materiais para executar essa atividade dos dias das bruxas, esse ano não tinha nem papel crepom para fazer a decoração, os alunos que trouxeram alguns de casa.

Nas escolas não há material algum para fazer atividades de artes, geografia, história, etc.O Debate não deve ser Halloween versus Folclore, temos que ter materiais diversos para desenvolver atividades extraclasse e lúdicas,  uma escola onde há recursos para desenvolver as diversas datas nacionais e internacionais.

Os alunos gostam muito da festividade das bruxas, folclore, festa junina, natal,porém a escassez de materiais compromete a decoração e as fantasias. Durante o ano há diversas datas que poderiam ser comemoradas nas escolas, mas sempre esbarramos na falta de materiais.

Com o golpe de 2016 a escassez de recursos tem se intensificado de forma gradativa. Tem faltado produtos básicos como papel higiênico e sabonete líquido.

Somente com a mobilização da comunidade escolar para barrar todos os retrocessos que estão se intensificando com a política de rapina dos golpistas.