Depois de esfolar trabalhadores, Correios inaugura exame médico para poder demitir

carteiro290800

Todos sabem que os trabalhadores dos Correios, principalmente do setor operacional (carteiros, motoristas e operadores de triagem) sofrem com as adversidades do trabalho quotidiano na ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos), devido a exposição ao sol, chuva, trânsito, e esforços repetitivos.

É por esse motivo que o exame periódico de todos os trabalhadores dos Correios, que é uma atribuição obrigatória a ser realizada pela empresa, sem ônus para os trabalhadores, deveria ser feita na minúcia, com a realização de exames específicos, como ressonâncias da estrutura óssea dos carteiros, exame de vista e de audição dos motoristas, além de exames para averiguar doenças da pele dqueles trabalhadores que ficam expostos ao Sol.

No entanto, os golpistas que controlam a ECT inauguram um exame periódico pró-forma na ECT, aonde o médico, um terceirizado, que sequer conhece o serviço dos Correios, pede para o funcionário preencher e assinar um relatório que ele no final irá assinar também, como se tivesse realizado exames no trabalhador. Sequer é recolhido um exame de sangue, ou batimento cardiaco.

Uma verdadeira farsa, que pela lógica privatista dos golpistas só têm um objetivo, ocultar as doenças adquiridas pelo funcionário durante as funções exercida no trabalho, a fim de não ter impedimentos legais para demiti-lo no futuro, conforme o protocolo das privatizações.

É necessário que os trabalhadores questionem esse exame e somente assine seu exame com ressalvas, dizendo que gostaria de realizar verdadeiros exames para retratar sua verdadeira situação de saúde.