Siga o DCO nas redes sociais

Campanha continua
Depois de Curitiba, PCO chama atos pela liberdade de Lula nas capitais
Lula é preso político há 530 dias, e a questão de sua liberdade é central na luta contra a direita golpista.
bandeira pco curtitiba 14
Campanha continua
Depois de Curitiba, PCO chama atos pela liberdade de Lula nas capitais
Lula é preso político há 530 dias, e a questão de sua liberdade é central na luta contra a direita golpista.
Curitiba foi tomada pelo vermelho no dia 14. Foto: Diário Causa Operária
bandeira pco curtitiba 14
Curitiba foi tomada pelo vermelho no dia 14. Foto: Diário Causa Operária

No último dia 14 o ato nacional pela liberdade de Lula rompeu com a paralisia da esquerda em torno da questão do ex-presidente. Militantes do Brasil inteiro se reuniram na capital paranaense para exigir: Liberdade Para Lula! A atividade foi convocada pelo PCO, e também contou com a presença de militantes do PT. Lula, por meio de perfis oficiais nas redes sociais, reforçou o chamado para o ato, e ao final do dia agradeceu aos presentes pela defesa de sua liberdade. Essa foi uma resposta nas ruas às revelações sobre a Lava Jato que desde junho reforçam as denúncias de parcialidade e arbitrariedade da operação, montada pela direita para perseguir Lula com objetivos políticos.

Foi um ato importante e uma vitória dos que se esforçaram para realizá-lo. Agora é preciso prosseguir com essa atividade, alimentando uma campanha pela liberdade de Lula que seja contínua, e que mobilize especificamente em torno desse problema. O ato de Curitiba será o primeiro de muitos. Por isso o PCO desde já faz um chamado a todos a se mobilizarem para novos atos pela liberdade de Lula, dessa vez a serem realizados em outras capitais do País. Para espalhar a campanha pelo Brasil e dar a ela uma continuidade.

Lula é preso político há 530 dias, e a questão de sua liberdade é central na luta contra a direita golpista. O ataque aos direitos básicos de Lula, com um processo fraudulento montado para condená-lo, atinge os direitos de toda a população. Se passam por cima dos direitos de um ex-presidente, com amplo apoio no meio da população, as pessoas comuns são um alvo muito mais fácil. Além disso, qualquer um que defenda os direitos democráticos da população, deve defender, por uma questão de princípio, os direitos de Lula nesse caso. E o mais importante, Lula livre seria mais um importante elemento de crise para a direita golpista, com potencial de abalar o regime político.

Por tudo isso, a palavra de ordem pela liberdade de Lula é fundamental nesse momento. É preciso fazer uma ampla campanha em torno dessa pauta, com mobilização e protestos exigindo que o ex-presidente seja solto. Essa luta tornou-se um fator essencial do embate contra a direita golpista, e de desenvolvimento da luta contra a direita, capaz de levar os trabalhadores a derrotarem a direita e paralisarem os ataques dos golpistas às condições de vida de milhões de trabalhadores. É hora de se juntar aos atos pela liberdade de Lula nas capitais de todo o País, tomar as ruas e agir diante do quadro político. Liberdade para Lula!