Demissões provocam superlotação nas agências do Santander em Brasília

953a76cb7374c323efb35c8077303af6

As agências do banco espanhol, Santander, em Brasília, estão superlotadas. A situação é resultado da política de demissão em massa de trabalhadores bancários, o que vem provocando superlotação nas agências, principalmente, nos bairros mais populares, localizados no entorno da Capital Federal.

A falta de pessoal nas agências faz que os clientes passem, na maioria das vezes, até duas horas nas filas para serem atendidos (em Brasília a lei estabelece 30 minutos), além disso o banco não fornece senha eletrônica de registro do horário de entrada do cliente para que não caracterize prova no descumprimento da legislação.

Os bancários, nas agências, estão submetidos a uma maior superexploração, em consequência da falta de pessoal, chegando a fazer o serviço de três trabalhadores, há casos de um funcionário exercer a função de caixa, atendente e gerente ao mesmo tempo. Um verdadeiro absurdo.

É necessário ter claro que a política dos banqueiros, no atual processo de golpe em que o País vive (os banqueiros foram um dos maiores financiadores do golpe), é de uma maior ofensiva da direita golpista contra os trabalhadores e a população em geral para, no caso os banqueiros, aumentar, ainda mais, a exploração e beneficiar meia dúzia de capitalistas parasitas que vivem às custas do trabalho alheio