Pela recuperação dos direitos
Após negativa, 10ª Vara Federal de Brasília, dá à defesa de Lula acesso a gravações contendo conversas entre Dallagnol e Moro.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Foto de uma mobilização pela Liberdade de Lula. | Foto: Arquivo PCO

A 10ª Vara Federal de Brasília concedeu acesso a gravações da operação Spoofing aos advogados de Lula. Apesar do acesso ter sido autorizado em 28 de dezembro por Ricardo Lewandowski, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), ela havia sido negada pela mesma Vara com a absurda justificativa de o pedido não poderia ser concedido durante recesso judiciário. A defesa teve de ir, mais uma vez, ao STF para que a ordem fosse cumprida, mostrando que há uma verdadeira má vontade da justiça em dar o direito a Lula de se defender.

A operação Spoofing foi uma operação da Polícia Federal para investigar a suposta invasão aos celulares dos juízes golpistas Deltan Dallagnol e Sérgio Moro. A defesa de Lula terá o prazo de 10 dias para verificar, nas mensagens provas que possam ser usadas para provar, de uma vez por todas, que Moro e Dallagnol agiram de má-fé contra Lula e, assim, recuperar os direitos políticos do ex-presidente.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas