Daniel Alves denuncia ataque da Globo à seleção: “assistir jogo na Globo é f..”

Dani_alves

O lateral direito Daniel Alves, da seleção brasileira e do PSG, que foi cortado do time nacional em função de uma lesão às vésperas da convocação, criticou a Rede Globo durante a transmissão da partida entre Brasil e México, vencida pela seleção brasileira pelo placar de 2 x 0, resultado que classificou o selecionado nacional para as quartas de final da competição mundial.

Usando uma rede social, o lateral declarou que “Assistir o jogo na Globo é f… Pessimismo para c… passam para o povo. Que isso. Manda a p… da energia boa para a galera” (UOL, 02/07). Não se trata de nenhuma novidade o fato da emissora que defende os grandes monopólios e que foi a ponta de lança do golpe de estado no país em 2016 estar, mais uma vez, “torcendo” pelo fracasso do Brasil na Copa do Mundo. Todos ou a grande maioria dos correspondentes da Rede Globo credenciados na Rússia para a cobertura do maior evento futebolístico do mundo (são quase 200 entre repórteres, comentaristas e convidados) “trabalham” para depreciar a seleção e o futebol brasileiro, expressão maior da cultura nacional de massas.

Quem tem a oportunidade (e tem também o dissabor) de assistir aos jogos da seleção pela emissora golpista pode facilmente constatar que os funcionários da “Famiglia Marinho” tecem comentários depreciativos sobre o melhor futebol do mundo. Na verdade, eles estão torcendo para as seleções das potências imperialistas européias (todas pernas de paus, sendo que algumas delas já fizeram as malas e se foram), pois respondem aos interesses dos monopólios que movimentam bilhões com os negócios proporcionados pelo futebol.

A denúncia de Daniel Alves, portanto, vem se somar ao sentimento da maioria do povo brasileiro, que vem repudiando a cada dia, de forma mais clara e contundente, os representantes do imperialismo interventor e golpista em território nacional e no continente latino americano. O repúdio à Rede Globo por um lado e a defesa do futebol brasileiro e da seleção nacional, por outro, é parte da luta do povo brasileiro para derrotar os golpistas e sua política de ataques aos direitos e conquistas das massas populares.