Mais mortal para os negros
Dados de pacientes vitimados pela COVID-19 na rede SUS, mostram os negros como a grande maioria de mortes por todo o país, sendo pior no Norte e Nordeste.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
COVID19-negros-1
Negros são maioria entre os mortos e entre os trabalhadores mais expostos. | Foto por: Amanda Perobelli

Dados disponíveis no sistema Sivep-Gripe na base de dados OpenDataSUS do Sistema Único de Saúde (SUS) que contém as informações das fichas de cadastros preenchidas por médicos em cada atendimento, revelam que 61% dos pacientes mortos pela COVID-19 foram identificadas como “pretas ou pardas”, resumidamente negros.

Pior, os dados revelam ainda outras características que mostram a maior gravidade da situação para a comunidade negra como o percentual maior de mortos do que a proporção da comunidade negra na região. No Norte do país, por exemplo, 86% dos mortos eram negros, mas segundo o IBGE a distribuição de negros na população é de 76%. Já no Nordeste 82% de mortos negros, enquanto na população geral a proporção é de 70%.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas