CUT aprova atos nacionais dia 13 de agosto contra roubo da previdência

cut_bandeira

A Central Única dos Trabalhadores (CUT), decidiu se somar à Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE), para realizar, no dia 13 de agosto, o Dia Nacional de Mobilização, Paralisações, Assembleias e Greves Contra a Reforma da Previdência, em Defesa da Educação Pública e por Empregos, por todo Brasil. O objetivo é fazer uma pressão constante e pesada em cima dos parlamentares para que a Reforma da Previdência não seja aprovada.

Segundo o Secretário-Geral da CUT, Sérgio Nobre, as lutas feitas até agora serviram para amenizar as maldades do governo Bolsonaro, mas que a Reforma da Previdência ainda possui muitos pontos cruéis contra a classe trabalhadora.

Essa afirmação é equivocada, pois não há nenhuma maldade sendo amenizada e toda a Reforma é cruel à população. É imprescindível que esse ato não seja apenas contra a Reforma da Previdência, mas contra o governo golpista, pelo Fora Bolsonaro. É necessário mobilizar a população em torno de uma luta constante nas ruas, com uma grande Greve Geral, exigindo o fim desse governo golpista e, principalmente, pelo Lula Livre, pela anulação de todos os processos de Lula.