CUT apoia os caminhoneiros: é preciso convocar a greve geral

caminhoneiros17257511

Um dia após o seu início, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) anunciou que apoia a greve dos caminhoneiros que começou no último dia 21. O presidente da central sindical, Vagner de Freitas, afirmou que o objetivo dos aumentos nos preços dos combustíveis, feitos pelo governo Temer, é privatizar a Petrobras. A CUT considera legítimo o movimento dessa classe cujo trabalho já é em si penoso e que está sendo esmagada pela política de preços adotada pela PETROBRAS após o advento do governo golpista. Os reajustes diários dos combustíveis não são cobertos pelo preço do frete o que torna seu trabalho inviável.

A política adotada pelo presidente da PETROBRAS, Pedro Parente, é de fazer a estatal do petróleo funcionar como empresa privada e em linha com as multinacionais que possuem ações negociadas nos grandes centros financeiros do Ocidente a prioridade é a distribuição de dividendos aos acionistas (e de bônus milionários aos seus diretores) o que foi afirmado pelo próprio presidente da empresa em visita à cidade de Rio Grande – RS. O objetivo final é a privatização total da empresa o que deixará o Brasil incapacitado de gerenciar parte essencial da política energética do país.

Ainda segundo o presidente da CUT, a greve dos caminhoneiros deve ser apoiada por conta dos desmandos e sucateamento que o presidente da Petrobras faz na estatal, com o intuito de vender a empresa a preço de banana. O aumento despropositado do preço dos combustíveis causa também sofrimento à esmagadora maioria da população pois toda economia é afetada pelo preço dos derivados de petróleo. Por isso é vital para o país que todos os trabalhadores apoiem a reestatização de PETROBRAS e que ela volte a se um instrumento a ser utilizado a favor do país principalmente de sua classe trabalhadora.

Rodada Internacional de Palestras com Rui Costa Pimenta