Crise em Manaus
Situação crítica de Manaus expôs a verdadeira face do capitalismo. Um país sufocado por embargos e opressão imperialista, como a Venezuela, foi o único a ajudar, de fato, o Brasil.
qasdewq
Reunião das Centrais Sindicais com ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza | Foto: CUT
qasdewq
Reunião das Centrais Sindicais com ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza | Foto: CUT

A CUT anunciou nesta quarta-feira (20) o fechamento de um acordo para distribuição do oxigênio doado pela Venezuela ao estado do Amazonas.

Em crise por falta de oxigênio nos hospitais, principalmente por conta da explosão de casos de covid-19, a população da capital do Amazonas começou a morrer sufocada por falta de um insumo básico para o tratamento da doença.

O governo venezuelano ofereceu ajuda ao governador do estado brasileiro. A Venezuela já enviou uma primeira remessa, por conta própria, ao Brasil.

No acordo firmado com a CUT e o Fórum das Centrais Sindicais, a Venezuela se compromete a fornecer 80 mil litros semanais de oxigênio hospitalar para Manaus. As Centrais irão fazer o transporte e a distribuição do material doado.

Relacionadas
Send this to a friend