Siga o DCO nas redes sociais

Custo Lava Jato: R$ 10 bilhões para petroleiras estrangeiras de “indenização”
Custo Lava Jato: R$ 10 bilhões para petroleiras estrangeiras de “indenização”

As privatizações do pré-sal seguem apresentando resultados negativos para o patrimônio nacional e os trabalhadores. Pedro Parente, presidente da Petrobras, além de permitir a entrega das reservas de petróleo à administração de empresas estrangeiras como a Shell, a Exxon e a Chevron, fechou um acordo com a justiça dos Estados Unidos para que as mesmas recebam uma indenização de US$ 2,95 bilhões (aproximadamente R$ 10 bilhões).

Em outras palavras a estatal brasileira, além de perder o direito de exploração de parte das reservas do pré-sal terá que retirar de seus fundos R$ 10 bilhões, como se as empresas privadas estrangeiras fossem as vítimas da situação.

O acordo ocorreu em decorrência de uma ação coletiva (“class action”) movida pelo grupo de acionistas e detentores de títulos da Petrobrás. Os empresários se consideram prejudicados pelo envolvimento nos desvios de recursos investigados pela Operação Lava-Jato.

Em mais essa notícia reforçamos a ideia de que a operação lava-jato, conduzida pelo juiz Sergio moro, faz parte do avanço das políticas da direita e da ofensiva burguesa em defesa do imperialismo e do capital internacional. Beneficiada pelo golpe a operação com características claramente políticas segue investigando, julgando e prendendo apenas aqueles que possam atrapalhar o processo.

Leia Também  Nesta sexta, participe do Ato Fora Bolsonaro em Salvador
 



0 Shares
Share via
Copy link