Golpe de 2016
Em livro Cunha conta como foi tramado o golpe entre PMDB e PSDB e papel central de Rodrigo Maia.
Eduardo Cunha e Rodrigo Maia (1)
Eduardo Cunha e Rodrigo Maia durante votação do "impeachment" em 2016. | Foto por: reprodução
Eduardo Cunha e Rodrigo Maia (1)
Eduardo Cunha e Rodrigo Maia durante votação do "impeachment" em 2016. | Foto por: reprodução

Em livro que será lançado em abril o ex-presidente da Câmara de Deputados Federal, Eduardo Cunha, conta que foi numa reunião secreta na sala do apartamento de Rodrigo Maia (DEM-RJ), no 9º andar de um prédio de Luxo de frente pro mar de São Conrado (Rio) em 10 de outubro de 2015 que foi planejado como se dariam os passos para o golpe, resultante dez meses após.

Cunha estaria acompanhado de Carlos Sampaio, líder do PSDB na Câmara e Bruno Araújo presidente nacional do PSDB, além do dono da casa, Maia.

Segundo a revista golpista Veja, o livro que terá o nome “Tchau Querida, o Diário do Impeachment” tem 740 páginas e já possui contrato com editora para lançamento em abril.

Relacionadas
Send this to a friend