Siga o DCO nas redes sociais

Ironia do destino
Cuba envia médicos para tratarem o coronavírus em todo o mundo
A pequena ilha tem uma medicina de excelência. Corre no Mundo a notícia sobre uma suposta vacina que estaria sendo aplicada com sucesso.
6103-bloqueo cuba (1)
Ironia do destino
Cuba envia médicos para tratarem o coronavírus em todo o mundo
A pequena ilha tem uma medicina de excelência. Corre no Mundo a notícia sobre uma suposta vacina que estaria sendo aplicada com sucesso.
Foto reprodução
6103-bloqueo cuba (1)
Foto reprodução

Cuba, uma ilha do Caribe, sob embargo econômico imposto pelos EUA desde 1958, salvará o Mundo do coronavírus. Isto mesmo, atualmente, os Estados Unidos impõem um embargo comercial, econômico e financeiro a Cuba. Os Estados Unidos impuseram um embargo à venda de armas a Cuba em 14 de março de 1958, durante a ditadura de Fulgencio Batista, antes da Revolução.

Contudo, o assunto do mundo por esses dias, o coronavírus, que se espalha com uma velocidade espantosa assustando os povos, os olhares do Mundo se voltam para Cuba. É que o COVID-19 invade contamina e mata até em países do primeiro Mundo com Itália e EUA.

O certo é que esta pequena ilha tem uma medicina de excelência. Corre no Mundo a notícia sobre uma suposta vacina que estaria sendo aplicada, na verdade um medicamento (o Interferon alfa 2B) que estava sendo usado inicialmente com tecnologia cubana e em cooperação em uma fábrica na China.

Eis uma vitória incontestável da Revolução cubana. Cuba um país pobre e sob um covarde bloqueio econômico produz um medicamento que, ao que tudo indica, ajuda no combate ao coronavírus.

Cuba não teme o coronavírus. Recentemente um navio britânico, o MS Breamar, com alguns passageiros infectados que pedia permissão para atracar em diferentes países e tem todos os seus pedidos negados estava ameaçado a virar um navio fantasma. Nenhum país lhe dá permissão para atracar.

Cientes da situação, as autoridades cubanas entram em contato com as autoridades britânicas e, resolveram aportar os contaminados em Cuba para tratamento que promete cura. Assim, as pessoas contaminadas vão poder desembarcar em Havana e, posteriormente, regressarem a seus países.

Vejam que situação: EUA bloqueia navios com petróleo e alimentos; impede que chegue a esse país recursos vitais a sua população, um verdadeiro estrangulamento (o atual governo estadunidense colocou Cuba em uma situação de crise energética e de carências, uma precariedade desumana). No entanto, Cuba aceita navios com enfermos.

Uma passageira, Anthea Guthrie, passageira do referido navio britânico, agradecida por poderem atracar em algum porto após navegarem sem rumo pelo Caribe sem que nenhum governo os aceitasse, escreveu um texto a respeito :

“… Sinceramente, estou inundada de lágrimas pela bondade deles. Eles nos fizeram não apenas sentir-nos tolerados, mas realmente bem-vindos. Obrigado a Cuba por poder abrir seu coração para nós, nunca esqueceremos que você nos aceitou quando absolutamente ninguém, e eu quero dizer ninguém, mais o faria.

Obrigada, obrigada, obrigada.”

Estes mesmos médicos cubanos que foram escorraçados do Brasil pelo governo golpista agora estão voltando. O Ministério da Saúde vai convocar médicos cubanos para trabalhar na pandemia do novo coronavírus. O mesmo ocorre com a Itália, um País imperialista, que está sendo socorrido pelos médicos da pequena ilha do Caribe, esmagada justamente pelos países imperialistas.

O governo brasileiro, através de João Gabbardo explicou que mais de 5 mil novos médicos devem atuar na atenção básica de todo país. Ele disse ainda que todos os médicos cubanos que estavam trabalhando no programa Mais Médicos e estudantes de medicina serão chamados.

Viva as conquistas da Revolução cubana. Viva o povo cubano. Abaixo o embargo econômico e político do imperialismo à Cuba!