Faltam políticas de saúde
Espanha registra número recorde de mortos em um dia e revela a precariedade das políticas sociais e de saúde nos países imperialistas.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Espanha-Coronavírus-Foto-Oscar-del-Pozo-AFP
Mortes estão numa crescente. Imagem: Oscar-del-Pozo/AFP. |

Da redação – O Ministério da Saúde da Espanha divulgou os novos números de mortes por coronavírus no país. Segundo as informações oficiais, foram registradas 796 mortes em 24 horas e o número de mortes ultrapassam as quatro mil e oitocentas pessoas.

Apesar da quarentena, os números mostram um total descontrole da situação e o sistema de saúde se encontra em colapso. Hoje há na Espanha 64 mil pessoas contagiadas, sendo que pouco mais de 36 mil pacientes se encontram hospitalizados e desses hospitalizados, 4.165 internadas nas Unidades de Tratamento Intensivo (UTI).

O caso espanhol mostra que medidas de quarentena sem pesados investimentos na saúde com disponibilidade de mais leitos e programas de assistência aos pobres e aos idosos não funcionam. O caso brasileiro é ainda mais grave, pois a população não possui nenhum programa social de apoio, vivem em condições ainda mais precárias e de trabalhadores informais, o que invibializaria qualquer política de quarentena séria.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas