Coronavírus
O adiamento das olimpíadas significa um abalo econômico e político para o Japão e o mundo todo.
toquio
Olímpiadas de Tóquio | Foto: Reprodução.
toquio
Olímpiadas de Tóquio | Foto: Reprodução.

Mesmo com a burguesia japonesa fazendo de tudo para não cancelar, colocando em risco toda a população do país asiático, além de um perigo aos atletas, a Realização dos Jogos de Tóquio de 2021 continua ameaçada, pois sem vacina e com aproximadamente 72% de sua população contra a realização ou a favor do adiamento, com recente levantamento realizado por um Instituto de Pesquisa, que mostrou que apenas 26,1% dos japoneses disseram que os Jogos Olímpicos deveriam ocorrer dentro do cronograma.

A pesquisa divulgada pelo Jornal ”The Japan Times” é a expressão da insatisfação popular e falta de confiança nas ”medidas de seguranças”, já que das pessoas consultadas, 83,4% disseram que a Olimpíada levaria pessoas de todo mundo ao país, aumentando a proliferação do vírus, mas que vai de encontro com os interesses econômicos por trás dos patrocínios dos jogos, não se importando com saúde dos atletas e população do Japão, deixando evidente a postura genocida do imperialismo.

Com a data inicialmente prevista para julho de 2020, o torneio foi adiado por causa da pandemia do coronavírus, e a situação sanitária mundial não mudou, logo sendo uma competição que envolva atletas de vários países, mostra que pressionados diante do abalo econômico do adiamento, não só no Japão, mas para os capitalistas do mundo todo, eles vão fazer de tudo para não cancelar, mesmo se pra isso tenham que colocar em risco a população e os atletas de todos estes países.

Então o Comitê Organizador de Tóquio-2020, está garantindo que muitas medidas serão tomadas para precaução da saúde durante os jogos, como a não aglomeração de pessoas durante provas, de revezamentos nem em cerimônias de recepção dos governadores das cidades por onde a tocha passar, mas todos que já acompanharam os torneios esportivos que foram realizados durante a pandemia, como o futebol por exemplo, desde então sabem que isso na prática é totalmente impossível de ser realizado.

O levantamento que foi realizado entre 30 de outubro e 17 de novembro do ano passado, com cerca de 3.000 pessoas com 18 anos é a expressão do fracasso da burguesia em convencer o povo japonês. Também é notável o incômodo e insegurança dos atletas que irão participar dos jogos, caso do saltador com vara grego Ekaterini Stefanidi, que em entrevista disse “O COI nos pede que continuemos a pôr em risco nossa saúde, a de nossas famílias e a do povo, apenas para treinar todos os dias?”

Finalmente, tudo isso que está acontecendo mostra que a crise sanitária ”tirou a máscara” do sistema econômico decadente de podre, que mostrou sua verdadeira face horrenda, desfigurada, e escancarou o que muitos já denunciavam há séculos: os governos capitalistas são inimigos mortais dos trabalhadores, pensando no lucro e não nas vidas, no mundo inteiro, do Brasil ao Japão.

Relacionadas
Send this to a friend