Menu da Rede

A quem serve a política de gado da esquerda sobre o voto impresso

Anterior
Próximo

Crise na Alemanha: extrema-direita já tem representantes em todos os estados do país

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

No domingo (28/10), ao mesmo tempo em que ocorria o segundo turno das eleições presidenciais do Brasil, ocorriam na Alemanha as eleições regionais de Hessen. O partido da chanceler-federal, Angela Merkel, a democracia-cristã (CDU, na sigla em alemão) ficou à frente com 27,5% dos votos, porém realizando a pior campanha já feita em Hessen desde os anos de 1960.

Este resultado em si já revela a crise do atual governo alemão. Porém outros fatores também demonstram isso. Como se sabe, o governo de Merkel é sustentado por uma grande coalizão de partidos. Entre eles os Sociais-Democratas, que também perderam mais 10% dos votos em relação às eleições passadas, ficando em segundo por pouco, já que o Partido Verde conseguiu mais de 17% dos votos.

O estado de Hessen é um importante estado do país. É o estado que tem como principal cidade Frankfurt. A queda dos dois principais partidos da burguesia alemã em uma província como esta indica que a situação pode ficar feia para o atual regime.

Lembrando que nas eleições da Bavária, onde fica Munique, o resultado foi ainda pior para o regime, os sociais-democratas ficaram em quarto lugar, em baixo do Partido Verde e do partido da extrema-direita alemã, descendentes de Hitler, a AfD (Alternativa para a Alemanha).

A Alternativa, por outro lado, cresceu ainda mais com estas eleições. O crescimento da extrema-direita está se tornando algo sintomático da crise capitalista na Alemanha. Um grupo denominado Reichsbürger (cidadãos do Reich) e Selbstverwalter (autoadministradores) tem chegado, juntos, a quase 20 mil apoiadores, segundo o Ministério do Interior que os espionam. Um número que já demonstra uma tendência para uma política ainda mais fascista que da AfD, que já absurdamente reacionária.

São grupos monarquistas, que defendem casas imperiais germânicas, e acreditam que o atual Estado alemão é um fantoche do interesse dos “aliados”, referindo-se à aliança militar da Segunda Guerra Mundial entre Estados-Unidos, Inglaterra e França. Estes grupos de extrema-direita tem crescido na Alemanha, em tem atuado violentamente no sentido de atacar imigrantes, fazer atentados armados e outras coisas do tipo, como o setor mais radical dos bolsonaristas brasileiros.

Esse crescimento fica expresso no crescimento da AfD no parlamento Hessen, em que conseguiram mais de 13% de votos no estado, tendo agora representações em todos os 16 parlamentos da Alemanha, algo inédito para o partido de extrema-direita.

De qualquer forma, fica expressa a crise do atual regime alemão. O governo Merkel está ameaçado de inclusive perder um grande aliado político, que é o partido Social-Democrata.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.