Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
alexandre frota
|

Da redação – Alexandre Frota, deputado federal, foi expulso do PSL, após ter realizado críticas ao partido e à Bolsonaro. Segundo informações do Estadão, “como pano de fundo está o veto do Palácio do Planalto a indicações do parlamentar para cargos na Agência Nacional de Cinema (Ancine) e a perda de poder do diretório municipal de Cotia, na região metropolitana da capital paulista”.

E também: “o rompimento de Frota com o governo ocorreu após o parlamentar ter suas indicações à Ancine vetadas definitivamente pelo Planalto. Desde março, o governo “congelou” os nomes sugeridos pelo deputado para a agência. Frota, na época, culpou os ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e Osmar Terra, Cidadania”.

Quem liderou o pedido de expulsão foi a deputada Carla Zambelli (SP), junto com os deputados Caroline di Toni (SC), Bia Kicis(DF) e por Luiz Philippe de Orleans e Bragança (SP) – e o senador Major Olímpio (SP), que pediu o afastamento do terceiro deputado mais votado do PSL.

Frota havia chamado Bolsonaro de decepção e criticado a indicação do filho do presidente, Eduardo Bolsonaro, para ser embaixador do Brasil em Washington como sendo parte da “velha política”.

O fato em si revela a profunda crise política tanto do governo Bolsonaro quanto do próprio PSL, que estão rachados diante da debilidade do governo.

É o momento de explorar essa crise e sair às ruas pela derrubada do governo, exigir novas eleições, democráticas, com Lula candidato.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas