Crise do golpe: Gilmar Mendes reconhece que Lula é perseguido político e que muita gente já percebeu

gilmar

O ex-presidente Lula já se encontra preso há mais de 100 dias, causando uma série de protestos em todo o país. Até o momento, nenhuma prova foi apresentada que justifique sua prisão. Cada vez mais fica clara a perseguição política. Nessa semana, até mesmo o ministro do STF Gilmar Mendes sinalizou que Lula estava sendo perseguido.

Segundo Gilmar Mendes, todo o comportamento ilegal do Judiciário em relação ao caso do ex-presidente Lula teria lhe transformado em um mártir. Criticando a postura da mais alta corte do país, Gilmar Mendes deixou claro que Lula está sofrendo um processo completamente ilícito e fundamentado em interesses escusos.

Obviamente, Gilmar Mendes não decidiu sair em defesa de Lula por algum espírito “cívico” ou “garantista”. A fala de Gilmar Mendes expressa, na verdade, a crise em que o golpe se encontra – uma crise profunda motivada pelas contradições entre os interesses do imperialismo e os interesses dos setores mais ligados à burguesia nacional.

A crise do golpe só será resolvida com a intervenção dos trabalhadores – uma intervenção capaz de colocar o Regime Político abaixo e libertar o ex-presidente Lula. Abaixo o golpe! Lula presidente!