Crime de guerra: Arábia Saudita mata mais de 30 civis em bombardeio no Iêmen

YEMEN-CONFLICT-SANAA-STRIKES

A coalizão comandada pela Arábia Saudita matou mais de 31 pessoas e deixou cerca de 50 feridos no Iêmen nesta quinta-feira (2). Isso decorre de dois novos bombardeios contra o país, o primeiro ao mercado de peixes de Al Hirach e o segundo ao acesso para o hospital próximo. De fato, bombardearam o mercado e, para evitar que as vítimas fossem encaminhadas para a urgência hospitalar, mataram todos aqueles que se encarregavam do trabalho.

Esse ataque está contido na série de ofensivas criminosas da coalizão árabe contra o grupo Houthi, aliado do Irã. O conflito se originou em 2014, ocasião da vitória Houthi sobre o governo pró-imperialista, financiado pelos EUA, que dominava o país na época. Desde então, a “coalizão árabe”, liderada pela Arábia Saudita, leva adiante uma matança sistemática de civis, bombardeando centros comerciais e hospitais da capital e de grandes cidades do Iêmen.