Coxinhas donos de postos reclamam do valor da gasolina após o golpe

gasolina

O golpe sobre a ex-presidenta petista Dilma Rousseff, perpetrado pelo imperialismo e seus agentes nacionais, como empresários coxinhas alienados pela imprensa burguesa, e outros tantos traidores da pátria, teve a finalidade de entregar nossa economia, roubar nossos recursos como o petróleo e a gasolina. Nesse sentido, após baterem panelas com a camisa da seleção nas ruas, muitos empresários donos de postos de gasolina sentiram o golpe que deram sobre sua própria economia. Agora se reúnem na federação para reclamar publicamente sua insatisfação com a atual política de preços da Petrobras e a carga tributária.

Logo esses coxinhas, que reclamaram da carga tributária da ex-presidenta Dilma, agora, após a entrega da Petrobras a preço de um refrigerante, vendo a economia sendo totalmente dizimada, assustaram-se e pediram arrego. E dizemos isso, seguramente, comparando aos preços do período anterior, quando a gasolina era R$ 2,60 e agora está batendo os R$ 5,00.

Em carta divulgada nesta quarta (16), a Fecombustíveis (Federação do Comércio de Combustíveis e Lubrificantes) diz que a política é perversa e que vem gerando dificuldades financeiras no setor de revenda. Segundo a Fecombustíveis, entre 1º de julho de 2017 e 15 de maio de 2018, diz a entidade, a gasolina nas refinarias teve aumento de 42,25%. Nos postos, o aumento acumulado é de 21,28%, segundo dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis).

Desde outubro de 2016, a Petrobras passou para as mãos dos golpistas, onde a Operação Lava-Jato começou a destruir interna e externamente a empresa, para sua entrega posterior, e colocando nos cargos estratégicos os maiores bandidos da história do país, para acompanhar bem perto e garantir essa entrega grátis aos lobistas estrangeiros.