Covas mantém o estilo de Doria: São Paulo vai perder 146 linhas de ônibus

bruno-covas-18032018144446919

 PFoi publicado nesta terça-feira  (24) o edital de licitação do sistema de ônibus municipais da cidade de São Paulo prevê a extinção de 146 linhas de ônibus e uma redução de 646 veículos. Continuando a política do obscurantista João Doria, o atual prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), lança mais um duro ataque a população da cidade, restringindo o já precário sistema de ônibus da cidade.Logicamente, que essa licitação foi feita sob medida para atender os interesses dos capitalistas do setor.

A prefeitura golpista PSDB de Bruno Covas vai “selecionar” os próximos operadores  pelo prazo absurdo 20 anos num montante estimado R$ 67, 5 bilhões. Porém é sabido que a expectativa de arrecadação do sistema em 20 anos supera os R$ 200 bilhões, ou seja, o prefeito desavergonhadamente está entregando o monopólio do sistema de ônibus da cidade ao um capitalista a preço irrisório, certamente um maravilhosos presente a do Estado a iniciativa privada.

Os “técnicos” procuraram justificar a redução, quer dizer a deterioração do transporte da cidade,  como se fosse algo positivo, como se não fosse uma determinação dos capitalistas do setor acatada pela prefeitura para retirar linhas que julgam não serem atrativas, mas uma adequação para a melhoria do transporte, o que é de um cinismo absurdo.

A prefeitura do PSDB, de Doria e de seu continuador Covas foi feita sob medida para atender aos interesses da burguesia golpista. Como um dos primeiros resultados do golpe, essa prefeitura horrenda e um pouco a medida do que o golpe pretende no país inteiro.